Pular corda

Pra quem está procurando uma forma diferente para perder peso, pular corda é uma excelente opção, além de ser divertidíssima (cá entre nós!).

Pular corda é um exercício físico sensacional para queimar gorduras. Emagrece mais do que correr!

Esse exercício, além de ajudar você a emagrecer, fortalece seu coração e pulmão, já que estimula o sistema cardiorrespiratório.

O aeróbico também deixa braços, barriga, pernas e bumbum bem durinhos, e pra melhorar, é super barato (no mercado livre você encontra por menos de 10 reais) e você pode fazer em qualquer lugar.

 

Iniciante

Começou agora ? O educador físico Cleuton Cleuton Nunes, da Body Systems, explica que uma boa forma de começar a pular corda é passar um minuto pulando e um minuto descansando.

Faça isso por aproximadamente 12 minutos. Pratique entre três e cinco vezes por semana e intensifique o treino uma vez por semana ou quando se sentir seguro para fazê-lo.

 

Progrida no treino

Cleuton Nunes explica que existem três formas de modular a intensidade do exercício: pelo tempo, pela velocidade ou pela quantidade de saltos.

A progressão do treino deve ser feita uma vez por semana. Mas vá de acordo com o seu ritmo, é normal que você se sinta cansado depois do exercício, mas não deve haver dor, falta de ar, enjoo ou mal estar.

  • Tempo: comece saltando por doze minutos – de seis a dez minutos de pulos e de dois a seis de descanso – e aumente o tempo de pulo progressivamente. Você pode pular ininterruptamente por seis a dez minutos se preferir.
  • Velocidade: os pulos começam lentos e vão se tornando mais rápido, nesse caso a percepção é subjetiva. Algumas cordas têm um contador de pulos acoplado, para saber se você está aumentando a velocidade basta verificar se a quantidade de pulos para um mesmo tempo de atividade está crescendo.
  • Quantidade: Marque uma quantidade de saltos para começar, 100, por exemplo, e vá aumentando a quantidade semanalmente.

Nível avançado

Neste nível você já estará provavelmente completando cerca de meia hora de pulos ou dando cerca de 250 pulos a cada três minutos.

A partir daí, você já pode incrementar mais o treino:

  • Saltar alternando as pernas, assim apenas um pé toca o chão a cada giro da corda, melhorando a coordenação motora
  • Pular com o mesmo pé de cinco a dez vezes e em seguida trocar pelo outro pé, oferecendo uma carga ainda maior aos músculos da perna e estimulando seu fortalecimento.
  • Simular uma corrida com elevação dos joelhos até a altura da cintura,  o que recrutará mais os músculos da parte inferior do abdômen.
  • Dar pulos mais amplos para a frente em um giro da corda e em seguida dar um pulo grande para trás, voltando à posição inicial, aumentando o esforço e gasto calórico durante o exercício
  • Viradas duplas: Conforme pula, incorpore uma série de pulos de virada dupla. Para fazê-los, pule mais alto e gire a corda duas vezes sob seus pés antes de tocar o chão. Faça de 5 a 10 viradas duplas, então um minuto de pulos mais fáceis antes de repetir

 

Dicas e avisos:

  • Escolha a corda certa: Compre uma corda adequada à sua altura. Fique ereto com um pé na corda. Levante os braços para medir o tamanho da corda. A corda não deve passar das suas axilas nem ficar abaixo do seu peito. Você também pode comprar cordas com tamanhos ajustáveis.
  • Cuidado: Quem tem problemas nas articulações da perna, hipertensão ou está acima do peso deve procurar o médico antes de começar a pular corda.
  • Faça alongamentos antes e depois de pular corda.

 


Fonte: Minha Vida

 

Aviso: Eu não sou um nutricionista, mas monto o conteúdo do post a partir de informações que obtenho através de revistas e artigos científicos. Use seu melhor julgamento para nutrir seu corpo, ou consulte um médico / personal trainer / nutricionista se você tiver perguntas específicas sobre suas necessidades dietéticas.

 

Tenha uma vida saudável! Melhore sua saúde e qualidade de vida!

9 COMENTÁRIOS

Deixe sua opinião